top of page

Construção modular surge como opção sustentável e de baixo custo



Se você pretende iniciar um investimento imobiliário que lhe garanta baixo custo e qualidade não pode deixar de analisar as opções oferecidas pela construção modular. Além disso, essa tendência trabalha de acordo com os conceitos de sustentabilidade, permitindo que o espaço mantenha a convivência harmoniosa com a natureza.

Esta modalidade baseia-se na criação de módulos individuais pré-fabricados em linhas de montagem especializadas e que instalam esses blocos já prontos nos locais do empreendimento. Esta ação, além de representar uma considerável redução no desperdício de material, traz também rapidez e precisão na execução do projeto. Por falar em redução de custo, vale lembrar que em uma obra há em média uma perda de 3 a 8% de material, o que com a construção modular se aproxima do zero, passando a ser assim um forte aliado também da sustentabilidade.

“Em uma instalação industrial, otimizamos a produção sem sofrer o impacto de variáveis, como questões climáticas e falta de mão de obra. Outro atributo importante é a sustentabilidade, visto que nesse tipo de construção praticamente não há desperdício de matérias-primas e de insumos”, destacou Paulo Salvador, CEO da Modularis.



Esta tendência já não é novidade em países como Suécia, Estados Unidos e Japão. Porém agora o Brasil já começa a desenvolver sua própria indústria para atender o mercado interno, que está em plena expansão. Ainda que a tecnologia brasileira já esteja consolidada em países como França, Estados Unidos e Dubai, agora a produção em território nacional tende a fazer com que este custo passe a ser levado ainda mais em conta nas execuções dos projetos.

A pandemia foi outro fator que acelerou o processo de popularização das construções modulares, pois permite uma adequação rápida e sem grandes prejuízos para aqueles que buscam se enquadrar aos desejos dos clientes finais, como analisa Saulo Filho, CEO da Molegolar.

“Durante a quarentena, realizamos um trabalho chamado de PandeBuilding. Notamos primeiro que os clientes frearam lançamentos e depois começaram a querer revisar esses lançamentos.”, lembrou.


A adaptação possibilitada pelos módulos viabilizou, segundo o executivo, a agilidade buscada pela mudança do mercado naquele momento, mas que pode ser uma necessidade a qualquer instante, independente do estilo ou tamanho do projeto.

“Fomos entendendo melhor os desejos dos consumidores. A varanda gourmet, por exemplo, já era um equipamento que funcionava de maneira social, mas, com a pandemia, virou uma questão até funcional nos apartamentos. Outro ponto importante: o home office. Esse também é um componente que você traz pra dentro do apartamento. Essa tendência, junto com áreas de higienização na entrada do apartamento, como local para deixar sapato e higienizar as compras, para fazer uma transição do meio externo para o interno, isso eu acho que vem para ficar mesmo.”, destacou.

No Bosque das Mangueiras, essa tendência de construções modulares também pode servir como uma ótima opção, já que segue o conceito sugerido de sustentabilidade e permite uma integração plena dos projetos com o meio ambiente. Converse com seu profissional de engenharia e arquitetura e assim você pode encontrar um caminho de investimento reduzido, prático e de bom gosto, independente das características do seu lote.

Caso ainda não tenha agendado sua visita, não perca tempo e faça sua reserva agora mesmo. Clique aqui e solicite mais informações do projeto com um de nossos corretores credenciados.


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page